Tecnologia & Meio ambiente

Fábrica russa de enriquecimento de minério derrama águas residuais em rio do Ártico

Fábrica russa de enriquecimento de minério derrama águas residuais em rio do Ártico

(10 jun) Barreira flutuante para evitar a contaminação do rio Ambarnaya com hidrocarbonetos, perto de Norilsk, no Ártico russo - AFP/Arquivos

A gigante da mineração russa Nornickel anunciou neste domingo que uma de suas fábricas de enriquecimento de minério no Ártico derramou águas residuais em um rio, um mês depois de outra descarga de hidorcarbonetos sem precedentes na mesma região.

Segundo um comunicado publicado no site da Nornickel, o incidente ocorreu na fábrica de Talnakh, próxima à cidade ártica de Norilsk. As águas residuais, usadas no tratamento de minérios extraídos na região, “transbordaram de um reservatório” hoje e foram derramadas na natureza, diz o texto.

Funcionários conseguiram interromper o vazamento, e o mesmo não representa “nenhuma ameaça de fuga de rejeitos”, afirmou a Nornickel. Serviços do Ministério de Emergências russo no local, citados pela agência pública Ria Novosti, falam, no entanto, em risco de contaminação do rio Kharayelakh por substâncias tóxicas.

O comitê de fiscalização russo confirmou em comunicado a “descarga não autorizada de rejeitos líquidos” e anunciou a abertura de uma investigação.

Segundo o jornal opositor “Novaya Gazeta”, a fábrica descarrega ilegalmente, quando quer, águas residuais na natureza. De acordo com correspondentes da publicação, funcionários da Nornickel desmontaram rapidamente a tubulação para rejeitos quando os investigadores e serviços de emergência chegaram ao local.

A porta-voz da empresa Tatiana Egorova confirmou à AFP que os funcionários haviam decidido “descarregar água tratada do reservatório”, e uma investigação interna foi aberta.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Pandemia adia cirurgia e saúde de Schumacher piora
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior