Esportes

Fábio brilha, Fluminense vence o Fortaleza e cola no G6 do Brasileirão

Tricolor carioca contou com gol de Luiz Henrique nos primeiros minutos para sair com a vitória; Leão do Pici amarga a lanterna do campeonato

Fábio brilha, Fluminense vence o Fortaleza e cola no G6 do Brasileirão

Fluminense e Fortaleza fizeram um jogo agitado e cheio de polêmicas, mas os cariocas levaram a melhor, vencendo por 1 a 0 neste domingo, na Arena Castelão. Luiz Henrique garantiu o resultado na sétima rodada do Campeonato Brasileiro, mas os dois lados reclamaram de gols anulados. Os donos da casa também pediram um pênalti.


Com o resultado, o Fluminense vai ao sétimo lugar no Brasileirão, com 11 pontos em sete jogos. Já o Fortaleza permanece na lanterna e ainda sem vencer, somando só um ponto, mas ainda com um jogo atrasado.

Veja a tabela da Série A do Brasileirão

NA FRENTE

O Fortaleza foi quem começou indo mais para cima, mas foi o Fluminense quem balançou a rede. Aos oito minutos, Nathan conduziu a bola e deu a assistência para Luiz Henrique dar bonito corte em Capixaba e bater no meio do gol. O goleiro Max Walef foi mal na jogada e falhou. Foi o quarto gol do jovem atacante na temporada e o primeiro passe do meia tricolor, que vem sendo titular com Fernando Diniz.

CHANCES PERDIDAS

O time da casa ainda perdeu Titi aos 15 minutos. Após choque com Nino, o jogador quebrou dois dentes e teve suspeita de fratura no maxilar. Por isso, precisou ser substituído. Com a bola rolando, o Fortaleza foi quem criou as melhores oportunidades e teve mais ímpeto para buscar jogo, mas o Flu também chegou. Foram 11 finalizações contra apenas duas dos visitantes.

Juninho Capixaba colocou uma bola no travessão, Fábio fez duas ótimas defesas. Do outro lado, Luiz Henrique teve uma chegada, mas perdeu o tempo da bola. Os cariocas demonstraram problemas par chutar na direção do gol. Mesmo assim, seguiu na frente. Ainda houve reclamação de pênalti, mas o VAR nem chamou para revisão.

TEM DISCUSSÃO?

O segundo tempo começou intenso. Primeiro, Nino sentiu após uma arrancada e pediu substituição. Moisés, que teria toda liberdade para atacar, teve Fair Play e não partiu em direção ao gol. O atacante teria uma nova oportunidade de brilhar aos sete minutos, quando ele recebeu na direita, cortou Luccas Claro e bateu. No entanto, o lance acabou anulado pois Anderson Daronco viu falta em Yago Felipe na origem da jogada, ainda no campo de ataque do Flu.

POLÊMICO

Os dois times fizeram mudanças para tentar dar novo gás na partida e os momentos finais da partida foram agitados. Aos 29 minutos, Wellington deu um lançamento na medida e Cano colocou a bola no gol. Em lance muito ajustado, porém, o VAR marcou o impedimento e anulou. Yago Felipe ainda perdeu um gol claro após excelente passe de Caio Paulista logo depois.

SUSTOS

Mas o Fortaleza também era perigoso. Kayzer, uma das mudanças de Vojvoda, recebeu na cara do gol, mas Fábio desviou e evitou o empate. O Flu tentou gastar os últimos minutos para esfriar a partida e evitar mais sustos. Brilhou, porém, a estrela do goleiro tricolor, que fez milagres para salvar o Fluminense. O Fortaleza assustou diversas vezes, mas não conseguiu marcar.

E AGORA?

Os dois times voltam as atenções para as competições continentais. O Flu tem o Oriente Petrolero (BOL) pela frente na quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), e precisa de um milagre para avançar na Sul-Americana. Já o Leão do Pici enfrenta o Colo-Colo na quarta, às 19h (de Brasília), e pode até empatar para chegar às oitavas da Libertadores.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 0X1 FLUMINENSE

Data/Hora: 22/05/2022, às 16h
Local: Arena Castelão, Fortaleza (CE)
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (FIFA-RS) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Rafael Traci (SC)

Gols: Luiz Henrique (8’/1ºT) (0-1), Moisés (7’/2ºT) (1-1)
Cartões amarelos: Lucas Lima (FOR), David Braz (FLU)
Cartões vermelhos:

FORTALEZA: Max Walef, Landazuri (Lucas Crispim – 24’/2ºT), Benevenuto, Titi (Matheus Jussa – 15’/1ºT); Hécules (Robson – 37’/2ºT), Zé Welison, Lucas Lima, Juninho Capixaba, Yago Pikachu; Moisés (Depietri – 24’/2ºT) e Romero (Renato Kayzer – 24’/2ºT). Técnico: Vojvoda.

FLUMINENSE: Fábio; Yago Felipe, Nino (Luccas Claro – 4’/2ºT), David Braz e Marlon; Wellington, André, Nathan (Samuel Xavier – intervalo) e Ganso (Nonato – 42’/2ºT); Luiz Henrique (Caio Paulista – 24’/2ºT) e Germán Cano. Técnico: Fernando Diniz.