Esportes

Fabinho, ‘um farol no caos’ do Liverpool

Ele é chamado de “um farol no caos”, pela comissão técnica do Liverpool. O brasileiro Fabinho tem cada vez mais destaque e deverá ser titular como zagueiro central contra o Bayern de Munique, nesta terça-feira no Anfield, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões.

Depois de um início discreto, o jogador de 25 anos, que chegou nesta temporada vindo do Monaco por 50 milhões de euros, começa a despontar na equipe de Jurgen Klopp, principalmente graças a sua grande polivalência.

No Liverpool o meia defensivo vai ser recuado para jogar como zagueiro central, uma zona em que a equipe que menos gols sofreu na Premier League (15 em 26 rodadas) tem uma longa lista de desfalques.

O ‘chefe’ da defesa, Virgil van Dijk, está suspenso e seus dois principais companheiros, Joe Gomez e Dejan Lovren, estão machucados.

– ‘Um cérebro defensivo’ –

+ Briga de vizinhos termina com personal trainer morta a facadas no interior de SP

O primeiro foi operado no tornozelo e não vai voltar aos treinos até março, enquanto que o croata tem um problema na coxa e não participou na semana passada de uma concentração dos Reds em Marbella (sul da Espanha).

“Ele não pode treinar. Dejan não pôde participar da preparação para o jogo. Devemos encontrar outras soluções”, afirmou Klopp.

Com Joel Matip como único zagueiro central ‘de ofício’ no elenco, o técnico alemão tem que recorrer a Fabinho, que já havia sido transformado ao longo dos anos em meia mas que iniciou sua carreira como lateral-direito e que também pode jogar como zagueiro.

Um golpe duro para Klopp? Obviamente não poder contar com Van Dijk, zagueiro de referência do atual vice-campeão da Champions desde sua chegada há um ano, complica a tarefa.

Mas ele conta com Fabinho. “É um jogador brilhante, é um cérebro defensivo que pode jogar em várias posições”, disse o técnico em janeiro, após uma atuação de Fabinho como zagueiro.

De fato, com a seleção brasileira, o técnico Tite o convocou em sete ocasiões, sempre como lateral-direito.

– ‘Adaptação à intensidade’ –

No Liverpool o jogador formado no Fluminense, que aterrissou no futebol europeu na filial do Real Madrid, precisou de tempo para se adaptar ao futebol inglês. Em seus primeiros meses foi utilizado em poucas ocasiões, mas já se consolidou como uma das ‘pedras preciosas’ do elenco.

“Estou contente. Tenho ainda coisas a melhorar, mas no geral estou satisfeito com meu rendimento. Estou no nível da Premier League e isso é o que eu queria”, explicou recentemente o jogador.

“Se dependesse de mim, já teria jogado desde o início. Talvez Jurgen tenha visto coisas que eu não vi. As conversas com ele e sua comissão técnica me ajudaram muito”, disse o jogador que foi campeão francês com o Monaco em 2017. “Tive a paciência de esperar minhas oportunidades”, acrescentou.

Nos últimos sete jogos pelo Liverpool, Fabinho foi titular em seis.

“Para se adaptar à intensidade de nosso jogo o tempo faz falta. São poucos os que conseguem fazer isso”, argumenta o auxiliar de Klopp, Pepijn Linders.

“No caos organizado que queremos, que gostamos, ele é como um farol”, acrescenta o holandês.

Na terça-feira todos os alertas deverão ser acionados para vigiar James Rodríguez, Robert Lewandowski e companhia.

mam/pm/aam

Veja também

+ Quarta parcela do auxílio sai hoje (14) para os nascidos em agosto

+ Cunhado de Maradona morre de Covid-19 na Argentina

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?