Comportamento

Exumação de corpo do gângster John Dillinger é autorizada nos EUA

Exumação de corpo do gângster John Dillinger é autorizada nos EUA

(2011) Ator em Tucson, Arizona, durante evento que lembrou a captura do gângster John Dillinger - GETTY IMAGES/AFP/Arquivos

É o corpo do famoso gângster americano John Dillinger que está enterrado em um cemitério de Indiana? Para solucionar esta dúvida, membros da família pediram a exumação, aceita por autoridades.

Juntamente com sua quadrilha, John Dillinger – interpretado incontáveis vezes no cinema – roubou bancos e organizou fugas de prisões na década de 1930, época da Grande Depressão.

Em 1934, Dillinger foi assassinado pela polícia federal e seu corpo foi enterrado no cemitério Crown Hill, em Indianápolis. Mas alguns de seus familiares duvidam da versão das autoridades.

Em declaração escrita que acompanha o pedido de exumação, Carol Thompson, sua sobrinha, afirma ter evidências que sugerem que o homem apresentado como John Dillinger e cujo corpo está enterrado em Indianápolis não é o seu tio. Ela destaca, em particular, a cor de seus olhos e suas impressões digitais.

“Acho importante saber se Dillinger viveu além da suposta data de sua morte, 22 de julho de 1934. Se ele não foi assassinado nesse dia, quero saber onde viveu, se tinha filhos, e se estes filhos ou netos estão vivos”, justificou Carol.

O FBI considera que esta versão faz parte de uma “teoria da conspiração”. Mas na última quinta-feira, o Departamento de Saúde de Indiana concordou com a exumação, que deve acontecer em 31 de dezembro, segundo um documento oficial.

Mas o cemitério se opôs à decisão, segundo a imprensa americana, motivo pelo qual o caso poderá chegar à Justiça.