ISTOÉ Gente

Exclusivo: “Sorrindo de orelha a orelha”, diz Felipe Neto sobre campanha com mães nas redes

Crédito: Reprodução/Instagram

Felipe Neto (Crédito: Reprodução/Instagram)

Na última terça-feira (7), Felipe Neto lançou nas redes sociais uma nova campanha, chamada de #MãesComFelipeNeto. O movimento consiste em pais e mães enviarem vídeos com essa hashtag mostrando que estão assistindo ao seu conteúdo em família. Em entrevista exclusiva a IstoÉ Gente, o youtuber comemorou o sucesso do movimento, mesmo com poucos dias de criação.

“A adesão está fantástica, realmente impressionante. Hoje saiu o primeiro vídeo em que aparece a foto das mães, e elas estão super felizes. É uma forma da gente rebater o ódio com amor. Ou seja, a gente não precisa ficar xingando quem está mentindo, não precisa atacar quem está dizendo que eu faço vídeos impróprios”, disse.

“A gente precisa responder com amor e carinho, mostrar que o conteúdo é próprio sim. E isso dá muita felicidade, de ver o engajamento, a adesão, eu não fazia a mínima ideia de que tinha tanta, tanta, tanta mãe assistindo, e eu tô sorrindo de orelha a orelha”, completou.

Na entrevista, Felipe Neto conta também o que o motivou a criar o movimento, rebatendo quem diz que ele cria conteúdo impróprio para menores, como já foi destacado e apoiado pela apresentadora Antonia Fontenelle.

“O objetivo é a gente mostrar que essa ideia de que o conteúdo seria impróprio para menores de idade é uma mentira, criada por pessoas que querem destruir reputação, muito por motivos políticos, tanto que se você entrar no perfil dessas pessoas, quase sempre encontra posts politizados, defendendo o governo, o presidente da república”, afirmou.

“Então, o #MãesComFelipeNeto é para mostrar que isso é uma mentira, que o conteúdo de hoje é para todas as idades, não tem palavrão, não tem piadas com cunho sexual, não tem nada de impróprio, e que eles podem assistir com pais, mães, avós, todo mundo”, completou o youtuber.

Nesta quinta-feira (9), Felipe Neto publicou em seu Twitter um gráfico mostrando o crescimento do número de inscritos em seu canal no YouTube, após a criação do movimento.

Confira a entrevista completa com Felipe Neto abaixo:

IstoÉ Gente: Como surgiu a ideia do projeto? O que te motivou a ter essa iniciativa?

“O que me motivou a começar esse movimento, essa janela para as mães, foi ver a quantidade de famílias que assistem o canal unidas, e o quanto isso é representativo, quanto isso mostra que o conteúdo do meu canal é para todas as idades, para a família assistir unida. Senti um pouco a ausência do quanto que a família pode ver isso junto.

Recebi muitas mensagens de mães, que estavam inconformadas por ver outras mães que consideravam que meu conteúdo é impróprio, e falando: ‘Felipe, a gente precisa mostrar que o canal mudou, que o canal é para mãe, para o pai, avô, avó’. Então, por que não criar a hashtag #MãesComFelipeNeto para que todo mundo pudesse mandar fotos e vídeos, mostrando a união familiar em torno do meu conteúdo? E deu no que deu, esse resultado incrível. Milhares e milhares de mães mandando conteúdo pelo Brasil inteiro”.

IG: Qual é o seu objetivo com esse movimento? 

“O objetivo é a gente mostrar que essa ideia de que o conteúdo seria impróprio para menores de idade é uma mentira, criada por pessoas que querem destruir reputação, muito por motivos políticos, tanto que se você entrar no perfil dessas pessoas, quase sempre encontrará posts politizados, defendendo o governo, o presidente da República. Não é um movimento apolítico, ele tem uma interferência política dentro dele, e essa mentira, criaram para assustar os pais, que meu conteúdo seria ruim para os jovens, então o objetivo dessa campanha foi mostrar que é uma mentira, e que é para todas as idades.

O argumento que eles usam, é resgatar vídeos antigos, que já foram apagados ou que estão com restrição de idade e dizer que eu fazia para crianças, quando eu não fazia.  O YouTube sempre teve esse viés de palavrão, piadas de cunho sexual, e nessa época a criançada ainda não estava na plataforma. Nessa época, eu fazia vídeo como todos os youtubers faziam, meu irmão nem sonhava em fazer vídeo para crianças.

Então, eles resgatam vídeos do passado e fingem que esse é o tipo de conteúdo que eu faço hoje, e isso assusta os pais. Então, o #MãesComFelipeNeto é para mostrar que isso é uma mentira, que o conteúdo de hoje é para todas as idades, não tem palavrão, não tem piadas com cunho sexual, não tem nada de impróprio, e que eles podem assistir com pais, mães, avós, todo mundo”.

IG: Como está a adesão ao projeto #MãesComFelipeNeto? Está dando os resultados que você esperava?

“A adesão está fantástica, realmente impressionante. Hoje saiu o primeiro vídeo em que aparece a foto das mães, e elas estão super felizes. É uma forma da gente rebater o ódio com amor. Ou seja, a gente não precisa ficar xingando quem está mentindo, não precisa atacar quem está dizendo que eu faço vídeos impróprios. A gente precisa responder com amor e carinho, mostrar que o conteúdo é próprio sim. E isso dá muita felicidade, de ver o engajamento, a adesão, eu não fazia a mínima ideia de que tinha tanta, tanta, tanta mãe assistindo, e eu tô sorrindo de orelha a orelha”.

IG: Imaginando que o projeto tenha o sucesso esperado, quais são seus próximos planos envolvendo redes sociais?

“Os próximos passos é fazer a campanha chegar aos #PaisComFelipeNeto e #AvósComFelipeNeto, porque está sendo uma oportunidade tão boa de poder ver as famílias brasileiras, até incentivar as famílias a assistirem coisas juntas, que eu acho que essa campanha pode ir crescendo e abrangendo mais integrantes familiares”.

IG: Você pensa em criar conteúdos mais direcionados realmente aos pais?

“Sim, Eu já faço isso bastante no meu Twitter, é para pessoas maiores, mais velhas, e pretendo criar conteúdos falando mais com os pais. Eu já faço bastante coisa no meu canal que é conselho para os jovens em relação a seguir os pais, conselhos, coisas contra bullying, contra uso de drogas, eu tenho um bordão que diz “Campeões não usam drogas”, a galera gosta bastante. Eu pretendo cada vez mais reforçar ideais que ajudem os pais a passarem bons valores para as crianças, e esse é um compromisso que eu carrego e assumo”.

IG: Como você reage às postagens de bolsonaristas e outros integrantes da extrema direita que procuram atacar você e a sua nova iniciativa?

“Sobre as postagens de bolsonaristas, isso é orquestrado, é organizado justamente para assassinar reputação e isso já mostra o quanto eles representam o lado do “mal”, o quanto são voltados para o ódio, destruição, silenciamento, perseguição. E tudo que a gente faz é responder com amor, com conteúdo criativo, conteúdo que os jovens assistem, gostam e compartilham, que os pais assistem juntos, e a gente cria campanha de divulgação de amor, de aceitação, de fim de preconceito. Isso é o nosso foco, nosso compromisso. Não preciso responder ódio, com ódio. Porque a verdade sempre vence, e a verdade está aí para quem quiser ver.

Então, eu desafio qualquer pai e mãe desse Brasil a assistir o meu canal, todos os vídeos que lancei nos últimos dois anos e tentar encontrar qualquer coisa imprópria, e eu garanto que a pessoa não vai encontrar e provavelmente vai se inscrever e começar a ver o canal. Então, fica esse desafio para todos os pais do Brasil, então se você quiser realmente se engajar em críticas ao meu canal, assista. Tire uma semana da sua vida e assista os vídeos que vão sair durante uma semana, e no final dela, você decide se é impróprio ou não, tenho certeza que você chegará a uma conclusão”.