Economia

Ex-secretários do Tesouro dos EUA pedem que Congresso suspenda teto da dívida


Ex-secretários do Tesouro dos Estado Unidos enviaram uma carta ao Congresso nesta quarta-feira em que pedem a suspensão do teto da dívida pública do país. O documento vem a público em meio a disputas políticas entre os democratas e os republicanos.

A medida para permitir que o governo volte a emitir dívida foi aprovada na noite da terça-feira, 21, na Câmara dos Representantes, mas deve enfrentar mais resistência no Senado.

“Escrevemos para expressar nosso profundo senso de urgência de que a liderança do Congresso, trabalhando com o governo e o presidente, se mova rapidamente para iniciar e concluir um processo legislativo viável necessário para aumentar o limite da dívida”, dizem, na carta, Larry Summers, Timothy Geithner, Robert Rubin, Jacob Lew, Henry Paulson e Michael Blumenthal.

Segundo os ex-secretários do Tesouro americano, um calote do governo, que poderia ser gerado pela proibição de emissão de dívida, pode causar danos econômicos “sérios”.

“Isso cria o risco de turbulência dos mercados e de minar a confiança econômica, além de impedir que os americanos recebam serviços vitais. Seria muito prejudicial minar a confiança e a fé na credibilidade dos Estados Unidos, e esse dano seria difícil de reparar”, afirmam as autoridades.

Saiba mais
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Qual é a melhor versão do Jeep Compass 2022?
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio