Esportes

Ex-número 1 do mundo Kim Clijsters anuncia volta ao tênis aos 36 anos

A belga Kim Clijsters, de 36 anos e ex-número 1 do mundo, voltará a competir em 2020, mais de sete anos após se aposentar das quadras, anunciou nesta quinta-feira a tenista nas redes sociais.

Clijsters se aposentou do circuito WTA após o US Open de 2012.

“Nesses últimos sete anos eu fui mãe em tempo integral. E amei fazer isso. Mas também amava ser uma tenista profissional. E, sinceramente, sinto falta. E se eu tentar ser as duas coisas? Vamos lá. Estou voltando outra vez”, explicou em vídeo publicado no Twitter a campeã de quatro torneios de Grand Slam e que já havia interrompido a carreira entre 2007 e 2009.

Clijsters prevê voltar ao circuito profissional em 2020, com uma agenda de torneios leve e “flexível”. A belga explicou, porém, que não jogará se sentir que está “longe de onde quero estar”.

“Ainda tenho três meses e meio pela frente, acho que posso evoluir muito nas próximas semanas e estou ansiosa para ver onde isso vai me levar”, continuou.

Clijsters soma 41 títulos em seu currículo, entre eles quatro Grand Slams: três US Open (2005, 2009 e 2010) e um Aberto da Austrália (2011).

Ao conquistar o US Open de 2009, a belga se tornou a primeira jogadora desde a australiana Evonne Goolagong (1980) a ganhar um Grand Slam depois de se tornar mãe.

Profissional desde 1997, Clijsters alcançou o topo do ranking WTA pela primeira vez em 2003.

Clijsters é mãe de três filhos, Jada (11 anos), Jack (5 anos) e Blake (2 anos).

es/bpa/iga/am

Twitter

Tópicos

BEL tênis WTA