Brasil

Ex-marido de corretora morta planejou crime por três meses, aponta MP-RJ

Crédito: Reprodução

O Grupo de Combate a Homicídios de Mulheres do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) acusou Pedro Paulo Pereira Júnior de ser o mandante do crime da ex-mulher, a corretora de imóveis Karina Garófalo. Segundo a promotora Olímpia Lupi Santos Coelho, ele teria planejado o crime por três meses. As informações são do G1.

Além de Pedro, outras duas pessoas formam acusadas de participação no crime. O primo dele, Paulo Maurício Barros, foi apontado como autor dos disparos e Hamir Feitosa  Todorovic, teria vigiado a rotina da corretora de imóveis.

O Caso

A corretora de imóveis Karina Garofalo, de 53 anos, foi morta a tiros dentro do próprio carro, logo após sair de casa, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio) no dia 15 de Agosto de 2018. O atirador desceu de um veículo Renault preto, atirou e conseguiu fugir.

 


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Veja também

+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Os 4 signos mais psicopatas do zodíaco
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica