Esportes

Ex-lutador Jimmy Rave morre após ter pernas e braços amputados por infecção

Crédito: Reprodução Instagram

Conhecido no cenário da luta livre ou wrestling, Jimmy Rave morreu na última segunda-feira (13) após ter braços e pernas amputados. A informação da morte do ex-lutador foi confirmada pela sua filha Kailah e seu agente Bill Behrens.

+ Governo do DF é condenado a indenizar filha de detento que morreu eletrocutado
+ Cão que morreu em voo passou mais de sete horas confinado
+ Ator Michael K. Williams morreu de ‘overdose acidental’

Em novembro do ano passado, Rave foi obrigado a se aposentar dos ringues depois de mais de 20 anos como lutador. O motivo, conforme comunicado, foi o vício por anos em drogas, o que gerou a amputação dos membros inferiores e superiores do lutador. A causa da morte de Jimmy ainda não foi divulgada.

Ao anunciar a aposentadoria, o então lutador lamentou ter de interromper a carreira por conta de uma infecção no braço.

“Tentei endurecer, mas, quando fui ao médico, já era tarde demais, e eles tiveram que amputar meu braço esquerdo acima do cotovelo. Terminando assim, efetivamente, minha carreira no ringue”, disse na época.

O ex-lutador ainda teve as pernas amputadas, também causada por infecção bacteriana conhecida como MRSA, a qual costuma infectar pessoas hospitalizadas.

Bicampeão de NWA World Junior Heavyweight, Rave ainda foi campeão mundial de luta livre na categoria peso-pesado. O ex-lutador deixa sua esposa e dois filhos.