Geral

Ex-jogador do Santos pede ajuda após doença no coração o deixar paralítico

Crédito: Arquivo pessoal

Jogador do Santos entre os anos de 1972 e 1978, o motorista de aplicativo Silvio Fiuza, de 63 anos, perdeu os movimentos da perna após uma grave doença no coração. Sem poder trabalhar, ele criou uma vaquinha online para poder pagar o tratamento que pode ajudá-lo a recuperar os movimentos e ter oportunidade de retomar sua vida. As informações são do G1.

Em entrevista ao G1, o ex-jogador, afirma que a perda dos movimento começou com uma dor nas costas. “Comecei a sentir dor nas costas alguns dias antes do que aconteceu, na altura da lombar, mas achei que era porque estava trabalhando muito, já que minha rotina era trabalhar de 10h a 12h diariamente, já que só ganho quando trabalho”, explicou Fiuza.

De acordo com ele, no final do mês de agosto a dor nas costas se tornou insuportável e ele foi dirigindo até o hospital, mas no meio do caminho perdeu os sentidos.

“Sorte que tinha um vigia que chamou o Samu, que foi me atender e me levou até a Santa Casa de Santos. Uma semana depois, após fazer vários exames, os médicos falaram que a aorta rompeu e por isso teve a paralisia da cintura para baixo. Mesmo assim, eles me disseram que nunca viram casos de pessoas que sobreviveram e não ficaram em estado vegetativo, então a forma que estou, ainda sim, foi um milagre”, afirmou ao G1.

Tratamento custa R$ 4 mil mensais

Após ficar internado por um mês na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), passar por procedimento cirúrgico e colocar uma endoprótese (prótese interna), ele não recuperou os movimentos. Atualmente, Fiuza está tendo sessões diárias de fisioterapia e acompanhamento de uma cuidadora. No entanto, os custos para manter esse tratamento chegam a R$ 4 mil mensais.

“Estou bem otimista porque estou começando a mexer o pé esquerdo e sentindo um pequeno movimento na perna esquerda. Coloquei um cateter de virilha a virilha para corrigir a circulação do sangue, mas como não tenho convênio, o fisioterapeuta cobra R$ 100 por dia para ficar 1 hora e é necessário que eu tenha acompanhamento diário. Minha esposa trabalha, então a cuidadora também vem todo dia. Eu tive infecção e estou usando sonda. O mais difícil foi perder minha independência, mesmo que para fazer as coisas mais simples”, contou o ex-jogador ao G1.


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais