Cultura

Ex-assessor de Carlos Bolsonaro é exonerado do comando da Funarte; coronel assume

Crédito: Reprodução/ Facebook

Após dois meses no comando da Fundação Nacional das Artes (Funarte), Luciano Querido foi exonerado nesta segunda-feira (14) do cargo de presidente do órgão. A exoneração está publicada no Diário Oficial da União (DOU). Antes da Funarte, Querido foi assessor de Carlos Bolsonaro na Câmara dos Vereadores do Rio.

Quem assume a pasta agora é Larmartine Barbosa Holanda, coronel da reserva do Exército, com experiência em logística. Holanda tem curso de roteirista na Escola de Cinema de São Paulo e foi presidente da Câmara de Comércio Brasil-Albânia.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+ Vídeo do TikTok com mulher sendo empurrada de ônibus viraliza; veja

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar