Esportes

Everton Ribeiro dá vitória ao Flamengo contra o Botafogo e agrava o drama do rival

Realizado no Nilton Santos, clássico abriu os jogos da 24ª rodada deste fim de semana. Resultado deixa o Flamengo com 42 pontos e no bolo pelo título do Brasileirão

Everton Ribeiro dá vitória ao Flamengo contra o Botafogo e agrava o drama do rival

que chega a 42 pontos (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Mesmo longe de passar confiança, o Flamengo deu um passo para recuperar o ânimo, após duas eliminações consecutivas. O time de Rogério Ceni derrotou o desesperado Botafogo por 1 a 0, com gol de Everton Ribeiro, no Estádio Nilton Santos e pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clássico ainda teve duas expulsões na reta final, de Victor Luís e Gustavo Henrique (uma para cada lado), mas nem isso o deixou menos frustrante e sonolento.

Os próximos jogos de Botafogo e Flamengo serão contra paulistas: São Paulo e Santos, dias 9 e 13, respectivamente, pelo Brasileiro. Aliás, o Alvinegro estaciona nos 20 pontos e na penúltima colocação, enquanto o Rubro-Negro vai a 42 e, em terceiro, se mantém no bolo pela disputa do título.

> Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

INÍCIO QUENTE

Uma carga dramática acentuada contornava o clássico, que contou com um episódio de discórdia antes mesmo de a bola rolar, por conta de uma faixa da torcida do Botafogo nas arquibancadas (entenda aqui). Já quando o apito soou para o começo, de fato, os mandantes quase abriram o placar com 20 segundos. Pedro Raul tabelou no ataque e parou em Diego Alves.

… ESFRIOU

Depois, o Flamengo passou a controlar as ações, no campo do rival. A maior qualidade técnica culminou em três boas chances criadas, seja pelo alto, com bola parada ou lançamentos, ou nas tramas curtas e rasteiras. E travava em erros técnicos e cruzamentos em demasia. Por sua vez, o Botafogo, priorizando contragolpes, não abria mão de sair em transição em bloco. O duelo teve um início empolgante, mas terminou parcialmente zerado e morno nos minutos anteriores.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Botafogo x Flamengo

Primeiro tempo ainda teve mais emoções (Foto: Alexandre Vidal / CRF)

O CAPITÃO APARECEU

O segundo tempo começou com o mesmo panorama do primeiro, inclusive sem alterações nas equipes. O Flamengo vinha encontrando dificuldades para criar jogadas limpas, enquanto o Botafogo não saía de trás. E foi na pressão alta que, após erro “forçado” e crasso de Marcinho na saída de bola, o time de Ceni recuperou a posse, e Gerson serviu Everton Ribeiro, que vinha apagado da partida, mas tocou da entrada da área com classe para decidir: 0x1.

VERMELHOS E DRAMA ALVINEGRO

A reta final do clássico, ao contrário do que um gol indicava, vinha devendo em um capítulo de emoção. Vinha… Até duas expulsões, em um intervalo de dois minutos, dar um gás aos minutos derradeiros. Victor Luís deu uma entrada duríssima em Rodrigo Muniz. No lance seguinte, Gustavo Henrique era o último homem e puxou a camisa de Lucas Campos, outro garoto acionado. Vermelhos justos para o lateral-esquerdo e zagueiro.

Antes ainda, o Botafogo mexeu as cinco vezes, empilhou peças ofensivas, mas a pobreza para criar pesou. O Flamengo, confortável pela vantagem, piorou significativamente e pouco fez com a posse de bola superior. Foi um jogo frustrante, no geral, e o o placar terminou mesmo em 0x1, dando nova confiança ao Rubro-Negro e acentuando o drama alvinegro na competição.

FICHA TÉCNICA
Botafogo x Flamengo – 24ª rodada do Brasileiro

Data/Horário: 05/12/2020, às 17h
​Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA – RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (FIFA – RS) e Michael Stanislau (RS)
Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)
Gramado: Mediano
Cartões amarelos: Rhuan (BOT) / Everton Ribeiro (FLA)
Cartões vermelhos: Victor Luís (BOT) / Gustavo Henrique (FLA)

GOLS: Everton Ribeiro, 9’/2ºT (0-1)

BOTAFOGO (Técnico: Felipe Lucena)
​Diego Cavalieri; Marcinho (Barrandeguy, 24’/2ºT), Marcelo Benevenuto, Rafael Forster e Victor Luís; José Welison (Matheus Babi, 17’/2ºT), Caio Alexandre (Luiz Otávio, 30’/2ºT); Bruno Nazário (Lucas Campos, 30’/2ºT), Keisuke Honda e Rhuan (Kalou, 17’/2ºT); Pedro Raul.

FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni)
Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique (Vitinho, 32’/2ºT) e Pedro (Rodrigo Muniz, 36’/2ºT).

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Carla Perez fala sobre vida nos EUA: “Aqui é vida normal”
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel