Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

O presidente da China Evergrande Group, Hui Ka Yan, informou, em uma reunião interna no domingo, que a endividada incorporadora imobiliária pretende restaurar totalmente as obras de construção na China este mês, com o objetivo de entregar 600 mil apartamentos até o final do ano, segundo reportagens da imprensa estrangeira.

Na Bolsa de Hong Kong, a ação da Evergrande saltou 5,39% no ajuste de fechamento desta quinta-feira.

Os relatos também afirmaram que a Evergrande tem cerca de 50 bilhões de yuans (US$ 7,86 bilhões) em recursos disponíveis de apartamentos pré-vendidos e 170 bilhões de yuans em dinheiro ainda a serem coletados das vendas para manter a construção em andamento.

A companhia foi declarada inadimplente pelas três principais empresas de classificação de crédito do mundo. Em junho, a empresa tinha cerca de US$ 300 bilhões em dívidas totais pendentes, incluindo cerca de US$ 20 bilhões em títulos em dólar.