Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Enquanto enfrenta uma grave crise de liquidez, a incorporadora imobiliária China Evergrande Group anunciou nesta sexta-feira, 21, a contratação de assessores financeiros para lidar com os desdobramentos legais do atraso de pagamentos de obrigações. Ontem, um grupo de credores estrangeiros informou que considera “seriamente” a hipótese de buscar a Justiça pelo que descreveu como falta de “engajamento substancial” com a empresa no processo de reestruturação da dívida.

Segundo comunicado, a companhia trabalhará com o banco de investimentos China International Capital, a gestora de ativos BOCI Asia e o escritório de advocacia Zhong Lun para “mitigar e eliminar os riscos relacionados à dívida”, lidar com demandas de credores e administrar a questão de maneira “justa e igualitária”.

A Evergrande, que acumulou cerca de US$ 300 bilhões em passivos, tem tido dificuldades para honrar com obrigações financeiras desde o ano passado. Em dezembro, as agências de risco de crédito Fitch Ratings e S&P Global Ratings declararam que a empresa entrou em default.