Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

BOGOTÁ (Reuters) – A Procuradoria da Colômbia irá investigar a resposta oficial ao desabamento parcial de uma arquibancada em um evento de corrida de touros no domingo, que matou pelo menos quatro pessoas e feriu centenas. 

Um setor da arquibancada de madeira de três andares caiu para frente, dentro da arena, onde populares participavam de um evento de corrida de touros promovido durante as festas de São Pedro e São João, segundo mostram vídeos. 

“Eu pulei do segundo andar e foi assim que quebrei meu pé e o pulso da minha mão direita”, disse Ulices Castro. “Foi muito tenso, como um jogo de dominós, que foi se desdobrando até toda a estrutura ir ao chão.” 

Os feridos estão questionando quem projetou e autorizou a estrutura de madeira, e se as tábuas utilizadas na construção conseguiam suportar o peso dos espectadores. 

A procuradoria, encarregada de investigar a má conduta de autoridades públicas, anunciou, pelo Twitter na noite de domingo, que irá investigar o prefeito de El Espinal, Juan Carlos Tamayo. 

“O prefeito não respondeu sobre pedidos de planos de ação conduzidos para atender as vítimas do desastre”, afirmou a procuradoria, sem oferecer detalhes adicionais. A prefeitura não respondeu imediatamente a pedidos por comentários. 

Quatro pessoas morreram no desabamento, e a autoridade de Defesa Civil Luis Fernando Vélez disse a uma rádio na segunda-feira que 280 feridos foram atendidos.

(Reportagem de Julia Symmes Cobb e Nelson Bocanegra)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI5Q0W4-BASEIMAGE