Economia

EUA sanciona empresas acusadas de ajudar Irã

EUA sanciona empresas acusadas de ajudar Irã

O secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin

Os Estados Unidos sancionaram várias empresas do setor petroleiro acusadas de terem ajudado a petroleira estatal iraniana a exportar seus produtos por centenas de milhões de dólares, informou nesta quinta-feira o Departamento do Tesouro americano.

As empresas consideradas facilitadoras de exportação que infringem as sanções americanas contra Teerã são: Triliance Petroquímico (com sede em Hong Kong), Sage Energy HK (com sede em Hong Kong), Peakview Industry (com sede em Xangai) e Beneathco DMC (com sede em Dubai).

“Os setores de petróleo e petroquímica são fontes de financiamento para atividades terroristas do regime iraniano em todo o mundo e facilitam o uso da força contra seu próprio povo”, indica o comunicado assinado pelo secretário do Tesouro, Steven Mnuchin.

As empresas sancionadas “transferiram coletivamente a exportação de centenas de milhões de dólares da Companhia Nacional de Petróleo do Irã”, acrescenta o comunicado.

De acordo com Mnuchin, essa estatal “é uma entidade chave para o financiamento da unidade Qods; uma força especial dos Guardiões da Revolução e dos terroristas que estão subordinados a ela”.