Mundo

EUA podem deter famílias imigrantes por tempo indeterminado

ROMA, 22 AGO (ANSA) – O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (21) uma nova regulamentação que irá autorizar os agentes fronteiriços a deterem por tempo indeterminado famílias imigrantes que cruzarem a fronteira sem documentos.   

As novas medidas visam substituir o Acordo Flores, que obriga os menores de idade detidos a serem colocados em liberdade após 20 dias. De acordo com um comunicado emitido pela Casa Branca, essa decisão judicial, que está em vigor desde 1997, é “defasada”.   

O secretário de Segurança Nacional, Kevin McAleenan, afirmou em uma entrevista coletiva que essa nova medida impedirá que crianças sejam “o passaporte para entrar nos Estados Unidos”. O advogado de 47 anos também destacou que a regra auxiliará a “integridade do sistema imigratório”.   

McAleenan ainda revelou que as famílias serão levadas para centros onde os menores serão tratados “com dignidade e respeito”.   

Funcionários do atual governo do país acreditam que o Acordo Flores é um dos culpados pela entrada de imigrantes nos Estados Unidos pela fronteira com o México.   

A Casa Branca informou que Trump está tentando assegurar que as famílias imigrantes consigam ficar juntas durante o processo migratório. No entanto, a nova regra recebeu diversas críticas.   

Com uma mensagem em seu perfil no Twitter, o pré-candidato democrata à Casa Branca, Beto O’Rourke, afirmou que a “crueldade vai apenas piorar se não for contida”.   

Em um comunicado divulgado pelo ministério das Relações Exteriores, o governo mexicano revelou que está “preocupado” com a medida.   

As novas regras serão publicadas nesta semana e deverão entrar em vigor em 60 dias. No entanto, o governo não descarta a possibilidade que a aplicação das medidas seja adiada.(ANSA)