Mundo

EUA planejam retomar em novembro politica ‘Fique no México’

EUA planejam retomar em novembro politica ‘Fique no México’

Migrantes haitianos fazem fila para se registrar perante as autoridades mexicanas em Tijuana, em 6 de outubro de 2021 - AFP


Os Estados Unidos planejam retomar em novembro a política da era Trump “Fique no México”, que obrigava os solicitantes de asilo a aguardar naquele país a resolução de seus casos, anunciou a Casa Branca nesta sexta-feira.

O presidente Joe Biden encerrou em junho o programa Protocolos de Proteção ao Migrante (MPP), estabelecido em 2019 por seu antecessor Donald Trump e pelo qual cerca de 70.000 requerentes de asilo, a maioria da América Central, foram enviados de volta ao México para aguardar naquele país a data de sua audiência em tribunais americanos.

Em agosto, no entanto, um tribunal federal do Texas ordenou a retomada do MPP, por considerar que o governo Biden o havia encerrado indevidamente. Semanas depois, a Suprema Corte negou o pedido do governo para bloquear essa decisão.

Karine Jean-Pierre, porta-voz da Casa Branca, informou que na noite desta quinta-feira o Departamento de Segurança Interior (DHS) “apresentou um relatório ordenado pelo tribunal descrevendo as medidas tomadas em conformidade com a ordem judicial para restabelecer o MPP.”

“O DHS apelou dessa ordem judicial e anunciou que pretende emitir um segundo memorando de rescisão do MPP”, mas, enquanto isso, “o governo Biden cumprirá a lei e acatará a ordem do tribunal”, assinalou a porta-voz.

Em seu relatório, o DHS indica que “está em condições de reimplementar o MPP em meados de novembro, a depender das decisões tomadas pelo México”. O departamento informou no Twitter que as negociações com o governo do presidente Andrés Manuel López Obrador continuam.

O Ministério das Relações Exteriores do México emitiu um comunicado no qual reiterou seu “respeito pelos migrantes e solicitantes de asilo”, mas não mencionou o MPP. “De forma soberana, o México continuará o diálogo com o Executivo dos Estados Unidos, a fim de fazer avançar uma política migratória regional ordenada, segura e regular”, afirmou.

Mais de 1,3 milhão de pessoas foram detidas na fronteira sul dos Estados Unidos desde a chegada de Biden à Casa Branca, em janeiro, um nível que não era visto há 20 anos. Grupos de defesa dos direitos humanos denunciaram a reativação da política Fique no México, que Biden havia prometido eliminar, por considerá-la desumana.


Saiba mais
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais