Comportamento

EUA planeja sanções mais severas contra Rússia por envenenamento de espiões

EUA planeja sanções mais severas contra Rússia por envenenamento de espiões

Um policial de plantão perto de um banco coberto por uma tenda de proteção em um shopping em Salisbury, Inglaterra, onde Sergei Skripal e sua filha foram envenenados em março de 2018

Os Estados Unidos estão planejando um novo conjunto de “severas” sanções contra a Rússia pela suposta tentativa dos agentes do Kremlin de matar um espião renegado no Reino Unido, informou nesta quinta-feira (13) uma funcionária do Departamento de Estado.

A secretária de Estado adjunta, Manisha Singh, disse em uma audiência no Congresso que a Rússia ainda não aceitou as demandas de que torne transparente sua produção do agente nervoso Novichok, utilizado em 4 de março na tentativa de assassinato do ex-agente duplo Sergei Skripal e sua filha em Salisbury, na Inglaterra.

Moscou recebeu um prazo até novembro para permitir a inspeção de suas instalações relacionadas ao potente veneno e de dar garantias “verificáveis” de que o agente não voltará a ser utilizado.

“Não fizeram isso até agora”, disse Singh. “Estamos considerando esta data limite de novembro e planejamos impor uma segunda rodada de sanções muito severas”, disse.