Os Estados Unidos pediram, nesta sexta-feira (24), o rápido envio ao Haiti da missão internacional que será liderada pelo Quênia, após o assassinato de três missionários, incluindo um casal americano, em um ataque de gangues criminosas.

“A situação de segurança no Haiti não pode esperar”, disse um porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, destacando que o presidente americano, Joe Biden, assegurou a seu homólogo queniano o apoio a um “envio urgente” da missão internacional ao país caribenho.

dk/bgs/nn/llu/jb/mvv