Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Uma mulher, 31, residente da cidade de Detroit, Michigan (EUA), foi acusada de tortura e assassinato após policiais encontrarem o corpo do filho dela, de três anos, que era deficiente visual, em estado de decomposição dentro de um freezer na casa da família. As informações são do portal CGN.

A polícia e os serviços infantis foram acionados para verificar a situação do garoto. Quando chegaram à residência, na sexta-feira (24), encontraram o corpo do menino no porão.

O médico legista atestou a morte do garoto como homicídio. Porém os detalhes do exame de autópsia não foram divulgados até o momento. Ainda é necessário apurar quando o menino morreu, já que os seus restos mortais estavam dentro do freezer.

Os policiais também encontraram dentro da residência da mulher outras cinco crianças vivendo em condições precárias. Na sequência, todas foram levadas para um hospital da região, onde passaram por avaliação médica.