Geral

EUA: Justiça condena 2 homens após morte de criança por overdose

EUA: Justiça condena 2 homens após morte de criança por overdose

A Justiça americana encerrou os julgamentos sobre o caso de Logan Starliper, criança de 3 anos que morreu de overdose de drogas. Nesta segunda-feira (21) houve declaração de culpa de Brian Bennett e Thomas Keogh, que não cuidaram de Logan quando tudo aconteceu.

+ Menino de 9 anos engole imãs em desafio de TikTok e tem experiência de ‘quase morte’

+ Delegada negra é barrada por segurança em loja de roupas em shopping no CE

+ Deputados questionam aumento do IOF e até pedem revogação do decreto

O caso ocorreu em 5 de janeiro de 2018. Exames mostraram que Logan Starliper morreu com excesso de metanfetamina e outras substâncias proibidas no corpo.

Os responsáveis por cuidar de Logan na época estavam drogados e só chamaram atendimento 12 horas depois que a menina morreu. Eles alegam que pensaram que a menina estava dormindo. Mas admitem que estavam drogados naquele dia.

A mãe de Logan, Brittanny Higgins, assumiu a culpa em 2019 e já está cumprindo pena na cadeia.

Brian Bennett e Thomas Keogh passaram por julgamento e foram considerados culpados. As penas deles ainda serão definidas e anunciadas em 10 de novembro.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio