Os Estados Unidos deram boas-vindas, nesta quarta-feira (14), ao anúncio da Otan de que 18 de seus membros cumpriram a meta de gastos em defesa, após os comentários do ex-presidente americano Donald Trump de que encorajaria a Rússia a atacar os aliados inadimplentes.

“Acredito que é muito importante”, declarou aos jornalistas o porta-voz do Departamento de Estado, Matthew Miller, sobre as estimativas de gastos da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) reveladas em Bruxelas, na Bélgica.

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, anunciou que 18 dos 31 membros cumpriram a meta da aliança militar de gastar 2% de seu Produto Interno Bruto em defesa, em comparação com os 11 que o fizeram no ano anterior e apenas três em 2014.

“Continuamos vendo avanços de outros países para o cumprimento desses objetivos, e instamos aqueles que ainda não o fizeram a que continuem tomando medidas para alcançá-lo”, enfatizou Miller.

sct/des/llu/rpr/dd