Mundo

EUA e OTAN exigem libertação de militares ucranianos

BRUXELAS, 26 NOV (ANSA) – Após uma reunião de emergência, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) exigiu da Rússia a libertação “imediata” dos 23 marinheiros ucranianos presos e dos três navios apreendidos no último domingo (25).   

“Pedimos que a Rússia garanta acesso sem obstáculos aos portos ucranianos e permita a liberdade de navegação para a Ucrânia no Mar de Azov e no Estreito de Kerch. Não há justificativa para uso da força contra os navios ucranianos. Por isso, pedimos que solte imediatamente os marinheiros ucranianos e os navios apreendidos”, disse o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, cobrando também “calma e moderação”.   

Por sua vez, a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, afirmou que Moscou deve interromper “imediatamente sua conduta ilegal e respeitar a liberdade de navegação de todos os Estados”. “Esse não é o modo de agir de uma nação civilizada”, declarou. (ANSA)


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Veja também

+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Os 4 signos mais psicopatas do zodíaco
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica