Mundo

EUA condenam ataques à oposição em Belarus e estudam sanções

EUA condenam ataques à oposição em Belarus e estudam sanções

(Arquivo) O secretário de Estado americano, Mike Pompeo - POOL/AFP

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, denunciou nesta terça-feira uma tentativa de Belarus, dominada por protestos, de expulsar os líderes da oposição, e indicou que seu país estuda aplicar novas sanções.

Segundo Pompeo, os Estados Unidos estão “profundamente preocupados” com a ação de ontem contra Maria Kolesnikova, uma das figuras de oposição mais proeminentes em Belarus. Ele elogiou o que chamou de coragem da mesma.

“Os Estados Unidos, em coordenação com nossos parceiros e aliados, consideram aplicar sanções adicionais específicas para promover a prestação de contas dos envolvidos em abusos dos direitos humanos e repressão em Belarus”, declarou Pompeo. “Lembramos as autoridades de Belarus de sua responsabilidade em garantir a segurança da senhora Kolesnikova e de todos os que foram presos injustamente.”

“Fazemos um chamado às autoridades daquele país para que ponham fim à violência contra seu próprio povo, libertem os que foram presos injustamente, entre eles o cidadão americano Vitali Shkliarov, e estabeleçam um diálogo significativo com representantes genuínos da sociedade”, pediu o secretário.

Shkliarov é um analista político que vive em Washington e que foi detido durante visita a seu país natal, acusado de ajudar a organizar distúrbios em massa, o que nega. Ele é um acadêmico convidado da Universidade de Harvard e trabalhou na campanha presidencial do senador democrata Bernie Sanders.

A polícia de Belarus intensificou a repressão aos opositores, com mais de 600 pessoas presas neste domingo em um grande protesto contra o líder do país, Alexander Lukashenko, aliado da Rússia, que enfrenta seu maior desafio em 26 anos de mandato.

sct/to/dg/lda/lb

as abusos de derechos humanos y represión en Bielorrusia”, dijo en un comunicado.

Los funcionarios fronterizos dijeron que Kolesnikova había estado tratando de huir del país. Pero dos colegas que estaban con ella dijeron que las autoridades habían intentado expulsarla por la fuerza a Ucrania y que rompió su pasaporte y saltó por la ventana de un automóvil para quedarse.

“Recordamos a las autoridades bielorrusas su responsabilidad de garantizar la seguridad de la señora Kolesnikova y de todos los detenidos injustamente”, dijo Pompeo.

“Hacemos un llamado a las autoridades bielorrusas para que pongan fin a la violencia contra su propio pueblo, liberen a todos los que han sido detenidos injustamente, incluido el ciudadano estadounidense Vitali Shkliarov, y entablen un diálogo significativo con representantes genuinos de la sociedad bielorrusa”.

Shkliarov es un analista político con sede en Washington que fue detenido en una visita a su natal Bielorrusia y acusado de ayudar a tramar disturbios masivos, un cargo que niega.

Es un académico invitado en la Universidad de Harvard y trabajó en la campaña presidencial del senador demócrata Bernie Sanders.

La policía de Bielorrusia ha estado intensificando su represión contra la oposición, con más de 600 personas arrestadas el domingo en la última gran protesta de fin de semana contra el hombre fuerte del país Alexander Lukashenko, un aliado de Moscú que enfrenta el mayor desafío a su mandato de 26 años.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar