Agronegócio

EUA barram entrada de produto derivado de algodão e tomate da região de Xinjiang

São Paulo, 13 – Os Estados Unidos anunciaram que, a partir desta quarta-feira, barrarão em todos seus postos produtos derivados de algodão e tomate produzidos na região de Xinjiang, na China. O anúncio foi feito em comunicado do Customs and Border Protection.

Os EUA argumentam que há indícios “razoáveis” de usos de detentos de uma prisão e situações de trabalho forçado na área, onde vive a minoria uigur.

O governo americano diz ter identificado vários problemas no local, como restrição ao movimento dos trabalhadores, condições inadequadas de trabalho e de vida, retenção de salários, entre outros.

O órgão afirma que “não tolerará a exploração pelo governo chinês da escravidão moderna para importar produtos aos Estados Unidos abaixo do valor justo de mercado”, nas palavras do diretor interino do CBP, Mark A. Morgan.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Veja o significado dos 10 sonhos mais comuns
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel