Economia

EUA: ‘alta moderada’ na inflação seria de 2,25% ou 2,50%, avalia Kaplan


A “alta moderada” na inflação dos Estados Unidos, que passará a ser aceita pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano), “provavelmente” significa 2,25% ou 2,50%, afirmou o presidente do Fed Dallas, Robert Kaplan. “A nova estratégia significa que teremos mais tolerância com alta da inflação”, completou, em entrevista à emissora CNBC.

Por outro lado, Kaplan alertou que investidores terão de aprender a operar sem o suporte do Fed, hoje considerado sem precedentes. “Mercado precisa ter em mente que programa de empréstimos Main Street vai acabar”, disse o presidente do Fed Dallas.

Pela manhã, o presidente do BC dos Estados Unidos, Jerome Powell, anunciou a revisão de estratégia de política monetária da instituição, que passa a adotar o conceito de inflação média, relaxando a rigidez com a meta de 2%, adotada em 2012. “Após períodos em que a inflação ficar abaixo de 2%, a política monetária apropriada buscará atingir inflação moderadamente acima de 2% durante algum tempo”, afirmou Powell.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago