Mundo

EUA alertam a China sobre movimentos nas Filipinas e em Taiwan

EUA alertam a China sobre movimentos nas Filipinas e em Taiwan

(Arquivo) Embarcações chinesas ancoradas no recife Whitsun, cerca de 320 km (175 milhas náuticas) a oeste da ilha de Palawan, no mar da China Meridional, em 31 de março de 2021, em foto da Força Tarefa Nacional - Mar Ocidental das Filipinas (NTF-WPS) - National Task Force-West Philippine Sea/AFP/Arquivos


Os Estados Unidos advertiram nesta quarta-feira (7) a China contra o que as Filipinas e Taiwan veem como movimentos cada vez mais agressivos do gigante asiático, lembrando Pequim das obrigações de Washington com seus parceiros.

“Um ataque armado contra as forças armadas, as embarcações públicas ou as aeronaves das Filipinas no Pacífico, incluindo o mar da China Meridional, desencadeará nossas obrigações sob o Tratado de Defesa Mútua entre os Estados Unidos e as Filipinas”, disse a jornalistas o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price.

“Compartilhamos a preocupação de nossos aliados filipinos sobre a contínua concentração de milícias marítimas da República Popular da China perto do recife Whitsun”, afirmou Price.

Mais de 200 navios chineses foram avistados pela primeira vez em 7 de março no recife Whitsun, por volta de 200 milhas a oeste da ilha de Palawan, no disputado mar da China Meridional, embora muitos tenham se dispersado pelas ilhas Spratly.

A China, que reivindica quase todo o mar, rico em recursos, rejeitou semanas de pedidos das Filipinas para retirar os navios que, segundo Manila, entraram ilegalmente em sua zona econômica exclusiva.


+ Pastor é processado por orar pela morte de Paulo Gustavo
+ Vídeo: Aluno é flagrado fazendo sexo durante aula da UFSC
+ Ao preço de US$ 1.600 por kg, carne Ozaki é a mais cara do mundo



Também aumentaram as tensões com Taiwan, que Pequim considera parte da China, depois que a democracia autônoma denunciou nesta quarta que outros 15 aviões do continente haviam entrado na zona de defesa aérea da ilha.

Price expressou sua “preocupação” com os movimentos chineses, dizendo: “Os Estados Unidos mantêm a capacidade de resistir a qualquer recurso à força ou outras formas de coerção que ponham em risco a segurança ou o sistema social ou econômico do povo de Taiwan”.

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Gabriel Medina torna-se alvo de sites de fofoca
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS