Mundo

EUA acaba com isenção de sanções contra usina nuclear no Irã

EUA acaba com isenção de sanções contra usina nuclear no Irã

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo - AFP

Os Estados Unidos suspenderão no mês que vem as isenções de sanções na usina nuclear de Fordo, do Irã, pela retomada das atividades de enriquecimento de urânio naquele local, anunciou nesta segunda-feira (18) o chefe da diplomacia americana, Mike Pompeo.

“O presidente (Hassan) Rohani anunciou recentemente que o Irã começará as atividades de enriquecimento de urânio nas instalações de Fordo”, disse Pompeo, em uma coletiva de imprensa. “Portanto, os Estados Unidos terminarão com a isenção de sanções relacionadas com a instalação nuclear em Fordo a partir de 15 de dezembro de 2019”.

“O nível correto de enriquecimento de urânio no Estado que mais apoia o terrorismo mundial é zero”, declarou Pompeo à imprensa.

Segundo ele, “não há nenhuma razão legítima que permita ao Irã retomar o enriquecimento nessa usina que antes era clandestina”.

Depois de ter abandonado em maio de 2018 o acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano assinado em 2015, a administração de Donald Trump restabeleceu todas as suas sanções econômicas contra o Irã e não deixou de endurecê-las desde então, em meio a uma campanha de pressão.

No entanto, discretamente, continuava renovando as isenções para três projetos do programa nuclear civil iraniano, entre eles o de Fordo.

Pompeo também criticou as autoridades iranianas pela reação às manifestações contra o aumento do preço da gasolina no país.

“O mundo observa”, disse. “Os iranianos desfrutarão de um futuro melhor quando seu governo começar a respeitar os direitos humanos fundamentais, abandonar sua retórica revolucionária e sua política estrangeira desestabilizadora na região”, declarou.