Saúde da mulher

Estudo conclui que beber vinho pode matar células de câncer

Calma, isso não quer dizer que você deve abusar da bebida. Confira a pesquisa que apontou que beber vinho mata células de câncer de pulmão

Crédito: Pixabay

Um estudo concluiu que um poderoso composto encontrado no vinho é capaz de matar células de câncer de pulmão. Mas calma. Primeiramente, saiba que não é um motivo para abusar da bebida.

A pesquisa apontou que o resveratrol, presente nas uvas, reduziu o número de células cancerosas pela metade em teste feito com ratos. As cobaias haviam sido expostas a um químico cancerígeno, existente na fumaça do cigarro.

Alguns dos roedores desenvolveram câncer de pulmão e receberam o resveratrol por 26 semanas. No segundo grupo havia ratos que não tinham desenvolvido a doença, mas que também receberam o composto. No terceiro grupo estavam outros animais doentes, que não receberam tratamento.

Câncer de pulmão e resveratrol

O composto apenas alcança o pulmão quando inalado – então estes ratos receberam-no via nasal.

Os resultados da pesquisa, publicada no periódico Scientific Reports, mostraram que o resveratrol reduziu o número de células com câncer em 45% nos ratos doentes. Esses animais também tinham alguns tumores, que estavam menores após o tratamento.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Leia mais

Conheça 7 benefícios do vinho
Cerveja pode fazer bem para a saúde?

Nos ratos que estavam sem a doença no início do estudo, 37% desenvolveram o câncer ao longo dele. “O resveratrol pode, sim, ter um papel de prevenção contra o câncer de pulmão”, disse o autor da pesquisa, o professor Muriel Cuendet ao jornal The Daily Mail.

Quando tomado como um comprimido, o resveratrol se quebra em poucos minutos, muito antes de alcançar o pulmão. “Nosso desafio foi encontrar uma fórmula em que ele poderia ser solúvel em grandes quantidades”, revelou o outro autor da pesquisa, Aymeric Monteillier. Quando inalada, a concentração de resveratrol foi 22 vezes maior do que quando tomada via oral.

Testes em humanos

Os cientistas estão planejando um teste para determinar quem pode fazer parte de um tratamento preventivo com o resveratrol. Como o composto já é utilizado em suplementos alimentares, é sabido que ele é seguro, o que pouparia testes de segurança.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel