Comportamento

Estudantes são julgados na Turquia por participação em marcha LGTBI

Estudantes são julgados na Turquia por participação em marcha LGTBI

(Arquivo) A comunidade LGBTQ+ marcha na parada do orgulho gay, enquanto a polícia turca bloqueia a passagem em Istambul - AFP/Arquivos

Um tribunal de Ancara começou nesta terça-feira (12) a julgar 18 alunos e um professor por participarem de uma passeata de apoio à comunidade LGTBI.

Todos são acusados de terem participado de “uma reunião ilegal” e de terem se recusado a obedecer à ordem de dispersão.

Eles estão expostos a penas entre seis meses e três anos de prisão.

Alunos da prestigiada Universidade Técnica do Oriente Médio (ODTU) em Ancara participaram dessa manifestação em maio.

Este ano, pela primeira vez desde 2011, a direção da universidade havia banido a marcha.

+ Menina engasga ao comer máscara dentro de nugget do McDonald’s

Alguns manifestantes foram presos depois que a polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar a multidão.

A Anistia Internacional denunciou a “falta de base legal” para proibir marchas de apoio à comunidade LGBTI.

Na Turquia, a homossexualidade não é reprimida criminalmente, mas a homofobia é muito comum e se manifesta na forma de ataques e assassinatos, segundo as ONGs.

Nos últimos anos, as autoridades proibiram várias marchas, alegando uma “provocação” que pode prejudicar a “sensibilidade social”.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Patrick Estrela, de Bob Esponja, vai ganhar série própria

+ Sylvester Stallone coloca seu Cadillac Escalade personalizado à venda; confira!

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?