Geral

Estudantes participam hoje da Olimpíada Brasileira de Astronomia

Mais de 437 mil estudantes, em todo o país, devem participar nesta quinta (12) e sexta-feira (13) da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica promovida desde 1998 pela Sociedade Astronômica Brasileira. O número de inscritos foi confirmado nesta quinta-feira pelo coordenador da OBA, professor João Batista Canalle.

Devido à pandemia de coronavírus, este ano, as provas serão feitas de forma virtual, em dois dias. Ou seja, o participante que por alguma questão logística não consiga fazer o exame hoje, terá até esta sexta-feira.

O professor destacou, por exemplo, instabilidades no acesso à energia e à internet, como ocorre no Amapá.  Podem participar da olimpíada estudantes do 1º ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio.

A exame tem 10 questões – sendo 7 de astronomia e 3 de astronáutica.

Segundo a organização da competição, as perguntas são em sua maioria de múltipla escolha.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Também está sendo realizada, hoje e amanhã, a Mostra Brasileira de Foguetes. Além da forma virtual – com auxílio de um software –  a mostra pode ser feita também presencialmente, no local onde for possível.

Os resultados da olimpíada e da exposição estão previstos para o dia 30 de dezembro. Informações no site.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel