Mundo

Estados Unidos autorizam retorno de equipe diplomática à Nicarágua

Estados Unidos autorizam retorno de equipe diplomática à Nicarágua

Manifestantes contra o presidente da Nicarágua Daniel Ortega, em 9 de setembro de 2018, em Manágua - AFP/Arquivos

Os Estados Unidos autorizaram nesta quarta-feira (12) o retorno da equipe diplomática e de seus familiares à Nicarágua, que havia se retirado por conta da violência pela repressão aos protestos contra o governo, informou a embaixada do país americano.

“Apesar de a Nicarágua ainda não ter voltado à normalidade, devido à campanha de violência e intimidação do governo de Daniel Ortega, o Departamento de Estado – após estabelecer protocolos para abordar os crescentes problemas de segurança -, suspendeu o status de saída obrigada”, anunciou a embaixada em comunicado.

A disposição, efetiva a partir desta quarta, “permite o retorno da equipe americana e deu seus familiares para a Nicarágua” e “contar com maior dotação de equipe” na embaixada, indicou a sede.

Contudo, assinalou que mantém vigente o alerta de viagem à Nicarágua.

“O Departamento de Estado continua recomendando encarecidamente aos turistas americanos que se abstenham de viajar para a Nicarágua por causa da agitação social, da arbitrária aplicação das leis, da criminalidade e da limitada disponibilidade dos serviços de saúde”, advertiu.

Em 31 de maio, a embaixada americana em Manágua fechou as suas operações devido à violência que abalava o país pela repressão dos protestos.

O fechamento obrigou os nicaraguenses interessados em tramitar vistos aos Estados Unidos a ir para a vizinha Costa Rica para realizar os trâmites.

Diante da piora da situação, Washington “ordenou (em julho) a saída da equipe que não é de emergência” e pediu aos seus cidadãos que “reconsiderem viajar à Nicarágua”.