Mundo

Estado Islâmico assume ataque contra ministério no Afeganistão

Estado Islâmico assume ataque contra ministério no Afeganistão

Forças de segurança afegãs se aproximam do Ministério da Comunicação, no centro de Cabul, área do ataque, em 20 de abril de 2019 - AFP

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria, neste domingo (21), do letal ataque cometido contra o Ministério da Comunicação na capital afegã, Cabul.

Quatro jihadistas lançaram explosivos perto do Ministério, antes de invadir o prédio e “enfrentar as forças de segurança afegãs com metralhadoras e granadas durante várias horas”, afirmou o grupo, em um comunicado.

Segundo novo balanço do Ministério do Interior divulgado neste domingo, o atentado deixou pelo menos 10 mortos, entre eles três membros das forças de segurança, e cinco feridos.

Cerca de 2 mil funcionários da pasta ficaram presos dentro do edifício durante o ataque ao prédio, considerado o mais alto de Cabul e localizado em uma região comercial central.

O grupo EI executou diversos ataques letais na capital afegã nos últimos anos.