ISTOÉ Gente

Esposa de homem morto no Carrefour diz que supermercado ainda não deu suporte

Crédito: Reprodução/Redes Sociais

João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi espancado e morto em um Carrefour em Porto Alegre (Crédito: Reprodução/Redes Sociais)

Durante uma entrevista para a Globo News, Milena Borges Alves, esposa de João Alberto Silveira Freitas, homem negro morto por dois seguranças no Carrefour em Porto Alegre, o supermercado ainda não deu nenhum suporte à ela ou à família.

Juliana Paes aparece de topless e posa para fotos fazendo stand-up paddle nas Maldivas

Globo vai testar duas repórteres para lugar de Gloria Vanique

“A polícia me prestou todo o atendimento, mas o Carrefour não me deu nenhuma assistência até agora. Não se manifestaram”, contou. Mesmo assim, a empresa disse em nota que está tentando contatar a família para dar o suporte necessário.. “Reiteramos que, para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível, e não aceitamos que situações como estas aconteçam.”

Os suspeitos do crime são os seguranças do estabelecimento, que foram presos em flagrante e responderão por homicídio qualificado.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel