Técnico do Flamengo, Tite cobrou maior respeito no futebol após ser alvo de uma cusparada no Allianz Parque. Em entrevista após o empate entre as equipes, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro 2024, o comandante do Rubro-Negro alegou que precisou limpar a cabeça em razão da ação realizada por torcedores do Palmeiras.

“Deixa eu fazer uma observação. A minha atividade como técnico, eu sei que ela é bastante exposta, e eu tenho que aguentar todas as ofensas que vão de fora possíveis. E não é da torcida do Palmeiras. Elas são de algumas pessoas que talvez não tenham a condição de saber que tem um monte de criançada que dá para educar. As ofensas são do jogo, mas cusparada é muito feio, cara. Eu ter que limpar minha cabeça e minha roupa é feio, cara”, afirmou Tite.

O treinador aproveitou para relembrar seu período em que trabalhou no Palmeiras. Em 2006, Tite ajudou o clube a se livrar do descendo à segunda divisão do Brasileirão.

“É só para essas pessoas, não é para a torcida do Palmeiras. Eu estive aqui no Palmeiras e tenho uma etapa da qual me orgulho muito. Nosso trabalho salvou o Palmeiras do rebaixamento naquela etapa. Tenho isso na minha memória gravado muito forte”, finalizou.