ROMA, 14 JUN (ANSA) – O técnico da seleção italiana, Luciano Spalletti, disse nesta sexta-feira (14) que a tensão antes da partida de abertura da Azzurra na Eurocopa 2024, contra a Albânia, no próximo sábado (15), está aumentando, mas com uma sensação de felicidade.   

“A emoção é enorme, mas com o passar das horas torna-se gradualmente numa tensão fantástica que traz felicidade e que não é tóxica”, declarou o ex-treinador do Napoli em entrevista ao Sky Sport.   

Spalletti garantiu que a Itália enfrentará “jogadores de grande qualidade e que conhecem bem o nosso futebol”, portanto, “será um jogo difícil”.   

Atual campeã da competição, a Itália está no Grupo B, junto com Albânia, Espanha e a Croácia. Só duas seleções avançam às oitavas de final.   

“Eles devem saber que neste momento somos gigantes, heróis.   

Temos pouco tempo disponível para treinar a seleção, mas com um grupo com esta disponibilidade e consciência tudo fica mais fácil e o que você faz em um treino é como 10 vezes em um clube”, explicou.   

Segundo o técnico italiano, “haverá muitos torcedores da Albânia, mas sua seleção contará com 60 milhões em campo porque vamos pedir aos torcedores que joguem junto com a gente, estejam em campo conosco”.   

Já o capitão e goleiro da seleção, Gianluigi Donnarumma, afirmou que “vencer amanhã é importante, então temos duas partidas difíceis”, mas “vencer nos colocará em uma posição diferente”, porque “daria mais serenidade”. “Nosso objetivo é vencer as três partidas do grupo”.   

“Queremos reescrever a história a formação atrás de três e quatro não é importante, o importante é ter uma equipe compacta.   

O importante é atacar e defender todos juntos. Buffon [chefe da delegação italiana] pode nos dizer como fazer e nos dar os conselhos certos, ele pode nos dar muito”, enfatizou Donnarumma.   

Por fim, o goleiro afirmou que a partida de amanhã é encarada como uma “casca de banana”. “Caímos em um grupo bem difícil. Há várias cascas de banana no jogo de amanhã. Eles são um bom time, atacam bem pelas pontas. Com certeza não podemos jogar 70% ou 80% amanhã, temos que ser 100%”, concluiu ele, ressaltando que o “jogo será extremamente importante para pontuarmos na fase de grupos”. (ANSA).