Chegou ao fim a era de Mauricio Pochettino no Chelsea. Na tarde desta terça-feira (21), o clube londrino anunciou a saída do treinador após um ano de contrato. Em reunião com os diretores esportivos Paul Winstanley e Laurence Stewart, a decisão foi tomada de forma amigável.

Contratado em julho de 2023, o técnico argentino tinha contrato até 2025, mas não resistiu aos resultados da atual temporada. Os Blues terminaram a Premier League na sexta colocação, ficando mais um ano sem disputar a Champions League, além de ter perdido a final da Copa da Liga Inglesa para o Liverpool, por 1 a 0.

➡️ Jogador vai deixar o Real Madrid e retornar ao Chelsea

Em comunicado oficial, o Chelsea agradeceu o trabalho de Pochettino, deixando as portas abertas. O treinador desejou também agradeceu e desejou sucesso ao clube.

– Em nome de todos no Chelsea, gostaríamos de expressar nossa gratidão ao Mauricio por seu serviço nesta temporada. Ele será bem-vindo de volta a Stamford Bridge a qualquer momento e desejamos-lhe tudo de melhor em sua futura carreira de treinador – disse, os diretores esportivos Paul e Laurence.

➡️ Real Madrid é obrigado a pagar bônus ao Chelsea pelo Hazard; entenda

– Obrigado ao grupo proprietário do Chelsea e aos diretores esportivos pela oportunidade de fazer parte da história deste clube de futebol. O clube está bem posicionado para continuar avançando na Premier League e na Europa nos próximos anos – declarou, o ex-treinador.

Segundo a imprensa europeia, o Chelsea considera contratar um técnico jovem para o lugar de Pochettino, desconsiderando os medalhões conhecidos na Europa. De acordo com o ‘Telegraph’, Sebastian Hoeness, do Stuttgart, Miguel Ángel, do Girona, e Enzo Maresca, do Leicester City são os mais cotados para assumir o cargo.