MILÃO, 14 JUN (ANSA) – A Procuradoria da Federação Italiana de Futebol (Fgic) arquivou a investigação sobre a venda do Milan do fundo Elliott Management para a gestora de private equity RedBird Capital Partners.   

O inquérito havia sido aberto em março passado, em meio a uma investigação paralela conduzida pelo Ministério Público de Milão por suspeita de fraude na operação financeira entre Elliott e RedBird, concluída em agosto de 2022, no valor de 1,2 bilhão de euros.   

A suspeita dos promotores milaneses seria de que a Elliott ainda exerceria o controle do Milan, cuja sede foi alvo de uma operação de busca e apreensão em março deste ano.   

O CEO do clube rossonero, Giorgio Furlani, e seu antecessor, Ivan Gazidis, ainda são investigados pelo MP de Milão, apesar do arquivamento do caso na esfera desportiva. (ANSA).