PARIS, 25 JUN (ANSA) – O presidente da França, Emmanuel Macron, ordenou o estudo de um “plano B” alternativo à cerimônia de abertura das Olimpíadas de Paris, prevista para acontecer no rio Sena.   

A decisão do mandatário ocorreu depois dos alertas dos serviços de Inteligência do país sobre os riscos para a ordem pública do evento.   

De acordo com apurações da ANSA, que consultou uma fonte próxima à organização de segurança dos megaevento esportivo, o plano alternativo consiste em uma abertura “sem embarcações no rio, mas limitada a um simples desfile de delegações no Trocadéro”.   

A mesma fonte acrescentou que os atletas dos Estados Unidos terão uma “sala de operações paralela” para a segurança de todos os membros da delegação, que será composta por mais de 500 pessoas.   

Caso a cerimônia de abertura dos Jogos de 2024 ocorra no Sena, os italianos vão desfilar na capital francesa no mesmo barco que Israel, delegação mais monitorada pelas grandes chances de possíveis ataques terroristas. (ANSA).