Cultura

‘Espero que Bolsonaro não seja reeleito’, diz Mariana Aydar

‘Espero que Bolsonaro não seja reeleito’, diz Mariana Aydar

Mariana Aydar foi a convidada de live da IstoÉ na última quarta-feira (7). Na conversa com o jornalista Rafael Ferreira, a cantora contou sobre sua carreira, disse que começou a cantar profissionalmente como backing vocal e chegou a trabalhar no trio elétrico de Daniela Mercury, no carnaval de 2004, com quem aprendeu muito.

Mariana conta sua paixão pelo forró, revela que fez travessuras na adolescência, se jogou nos carnavais da Bahia e mergulhou por completo no ritmo musical que mudou a vida dela. “Minha vida profissional começou no forró. Fugia de casa para dançar forró”, recorda.

Estudiosa de violoncelo, violão e canto, Mariana transitou por vários palcos da MPB. Esteve em trabalhos com Elba Ramalho, Dominguinhos, Arnaldo Antunes, Samuel Rosa, Daniela Mercury, João Donato, Leci Brandão, entre outros. Na troca de ideias, a cantora falou sobre a influência de seus pais na carreira – ela é filha de Mário Manga, integrante do grupo Premê, e de Bia Aydar, ex-produtora de diversos artistas brasileiros, entre os quais Lulu Santos e Luiz Gonzaga. “Tive uma grande sorte na vida de ter nascido numa família musical e que me deixou livre para fazer minhas escolhas. Sempre amei música, um lugar de aconchego, da liberdade do acolhimento”, afirmou.

Depois de quase vinte anos de carreira e vários discos gravados, Mariana ganhou ainda mais notoriedade em dezembro de 2019, quando lançou o álbum “Veia Nordestina”, o disco foi lançado ao longo do ano em formato de EPs, Veia Nordestina (I), Veia Nordestina (II) e Veia Nordestina (III) e finalmente culminou no lançamento do álbum completo em 6 de dezembro de 2019. Um ano depois, a cantora foi indicada – e triunfou – vencendo o prêmio Grammy Latino de Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa. “Não estava esperando. Foi um prêmio para o forró pé de serra, uma espécie em extinção”, diz.

Na live, Mariana falou sobre o documentário que realizou sobre Dominguinhos, revelou o sonho de ter uma música dela como tema de novela e sobre seu mais novo trabalho, a parceria com Chico Cesar, “ O futuro já sabia” – “Chico é o amor da minha vida. Falsifiquei identidade na adolescência para ir aos shows dele”, relembrou.

Para finalizar, Mariana Aydar comentou sobre a situação política que atravessa o país. “Minha expectativa é que este pesadelo acabe. É um absurdo que estamos vivendo. Espero que (Bolsonaro) não seja reeleito. Estou torcendo para qualquer outra pessoa que não seja ele. Que a gente tenha uma nova esperança. Estamos no fundo do poço. Fora, Bolsonaro”, afirmou.

Sobre o futuro profissional, a cantora anunciou que vai lançar uma nova música que fala sobre a pandemia do coronavírus, que está compondo bastante e que está ansiosa para retomar os shows. “O forró está bombando. Assim que liberar, estou na pista. Estou louca para fazer tudo acontecer. Vou chorar muito quando voltar aos palcos. É muito duro não poder trabalhar”, concluiu Mariana Aydar.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio