Saúde da mulher

Especialistas esclarecem os transtornos alimentares, tema que ganhou destaque no BBB 22

Crédito: Freepik

Os transtornos alimentares ganharam destaque nos últimos dias devido à alimentação restritiva e prática de jejum de Bárbara Heck no “BBB 22”. Na casa, alguns participantes se preocuparam com a modelo, e do lado de fora não foi diferente. No entanto, a equipe da sister saiu em sua defesa, repudiando tais afirmações sem o devido diagnóstico de um especialista e alegando que está saudável e apta para seguir no programa.

+ A verdade sobre os chás ‘emagrecedores’
+ Ansiedade: conheça os tratamentos naturais aprovados pela ciência

Além de Bárbara, Arthur Aguiar e Lucas Bisolli também chamaram atenção do público, contudo pelo excesso de certos alimentos. Embora alguns fatores observados por trechos do reality show possam fazer com que algumas pessoas acreditem que tais participantes sofram de transtornos alimentares, essas são condições sérias e que requerem avaliação individual de um especialista. 

Apontá-los, principalmente sem o devido diagnóstico, pode ser um equivoco, além de apático, visto que transtornos alimentares se tratam de transtornos mentais, inclusos no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5), o que pode afetar negativamente a saúde física e mental dos pacientes. Para melhor compreensão, especialistas esclareceram à IstoÉ as causas e consequências desses distúrbios.

O que é transtorno alimentar

Essa condição é caracterizada por alguma mudança ou perturbações e alterações psicológicas referentes à alimentação. Também pode estar relacionada ao histórico alimentar, mudança de rotina, forma de consumo (desde a consistência a quantidade em escassez ou demasia) e relação com os alimentos, conforme descreve Lorena Rodrigues, psiquiatra do Hospital Brasília/Dasa. “Não é só o reflexo de vaidade. Não está relacionado apenas ao desejo de se manter bonita ou dentro na moda”, afirma a médica, ponderando que pessoas nessa condição têm interferência na saúde física e mental, consequentemente ou vice-versa. 

Entre os diferentes tipos de transtornos, os mais comuns são: anorexia nervosa, bulimia nervosa e transtorno de compulsão alimentar. A Associação Brasileira de Transtornos Alimentares (Astral) as descreve como:

• Anorexia nervosa: caracterizada pela baixa ingestão calórica, a partir de restrições rigorosas que geram extremo baixo peso corporal no contexto de idade, gênero, trajetória do desenvolvimento e saúde física. Ademais, ocorre a apresentação do medo mórbido de engordar e perturbações quanto ao peso e à forma corporal; comumente, pode haver distorção da imagem corporal.

• Bulimia nervosa: descrita por episódios de compulsão alimentar (consumir uma grande quantidade de alimentos em curto espaço de tempo) que acontecem periodicamente com comportamentos compensatórios inadequados. A característica mais evidente de pacientes bulímicos é a sua peculiar relação com a comida, cuja sensação é a de completa perda de controle. Esses episódios costumam acontecer às escondidas, preferencialmente quando a pessoa está sozinha, mas são acompanhados dos sentimentos de culpa, vergonha e muito medo de engordar.

• Transtorno da compulsão alimentar: caracterizado pela presença e episódios de compulsão alimentar acompanhado de uma sensação de falta de controle sobre a capacidade de comer. Após esses episódios é comum surgir sentimentos de aversão, depressão ou culpa. Alguns comportamentos são comuns a esses quadros, como roubar ou acumular comida em lugares estranhos e a realização de rituais para as sessões de compulsão.

Sintomas e diagnóstico

Os distúrbios alimentares, como também são chamados, não se limitam a gênero, orientação sexual ou idade, embora sejam mais frequentes em adolescentes e jovens adultos. 

Alguns dos sintomas comuns podem incluir distorção de imagem, alimentação descontrolada, falta de apetite, indução do vômito — usando laxantes e diuréticos —, pensamento frequente de perda de peso, longos períodos em jejum e até excesso de exercício físico. “Na maioria das vezes, começa com apenas uma dieta simples e, com o passar dos dias, vai diminuindo a quantidade [de alimentos] até chegar ao ponto de não querer comer, alegando que não estão com fome”, complementa a nutricionista Catherine Ferrante. 

O autorreconhecimento dos sinais de transtornos alimentares é importante, mas comumente vem acompanhado de vergonha e negaciosismo, o que contribui para a piora da condição e demais consequências física e mental, segundo Lorena.

Ao notar os primeiros sinais, a médica indica procurar apoio de especialistas. Nesse caso o acompanhamento multiplicar — com psiquiatra, psicólogo, endocrinologista, nutricionista e nutrólogo — é muito importante. 

Tratamento

“O tratamento está relacionado aos aspectos da rotina, construção alimentar e nutricional. O mais importante no momento é recompor os aspectos nutricionais e de saúde da pessoa. É preciso foco na saúde mental, física, nutricional e no bem-estar do paciente”, diz a psiquiatra.

Segundo Catherine, o processo de introdução aos novos hábitos alimentares não deve ser intitulado e/ou encarado como dieta, e sim como uma reeducação alimentar. “Dessa forma, o paciente entende sobre os alimentos, sem promover a restrição, pois ‘proibir’ gera restrição, e a compulsão como consequência”, explica, completando que em alguns casos o tratamento pode exigir suplementação alimentar

A nutricionista finaliza alertando a falta de compromisso de pessoas que propagam informações nas redes sociais sem o devido conhecimento e especialidade, o que pode gerar gatilhos e demais consequências físicas e emocionais. Portanto, buscar por profissionais habilitados é essencial, pois somente eles poderão atender as necessidades individuais do paciente, tanto para um diagnóstico concreto quanto para um tratamento eficaz.





Tópicos

alimentação alimentação Bárbara Heck anorexia Anorexia nervosa Arthur Aguiar Barbara Heck Bárbara Heck bbb BBB bbb 2022 bbb 2022 elenco bbb 2022 participantes bbb 2023 bbb 2023 elenco bbb 2023 participantes bbb 22 bbb 23 bbb facebook bbb jogo bbb21 bbb22 bbb23 Big Brother Brasil Big Brother Brasil 2022 big brother brasil 22 bulimia Bulimia nervosa compulsão alimentar compulsão alimentar Arthur Aguiar compulsão alimentar bbb compulsão alimentar Lucas Bisolli culpa por comer depressão Dieta dieta Arthur Aguiar dieta Bárbara Heck distorção de imagem distúrbios alimentares DSM-5 É verdade que o Tiago Leifert saiu da Globo? emagrecimento foi convidada para o BBB 22 foi convidado para o BBB 22 gshow bbb gshow bbb 2022 gshow bbb 2023 inscrições bbb 2022 inscrições bbb 2023 Lucas Bisolli nutricionista o que é compulsão alimentar o que é transtornos alimentares O que houve com Tadeu Schmidt? O que o Tiago Leifert vai fazer? perda de peso Porque o Tadeu Schmidt saiu do Fantástico? Porque Tiago Leifert saiu da Globo? psiquiatra Qual dia sai a lista do BBB 22? Qual é o salário de Marcos Mion? Qual é o salário de William Bonner? Qual é o salário do Luciano Huck? Qual era o salário de Tiago Leifert na Globo? Qual o salário do Tadeu Schmidt? Quando vai divulgar os participantes do BBB? Quando vão anunciar os participantes do BBB 22? Quanto tempo Tadeu Schmidt está no Fantástico? Que dia sai os nomes do BBB? Que são os participantes do BBB 2022? Quem são os confinados do BBB 22? Quem são os participantes do BBB 2022? Quem vai ser o apresentador do BBB 22? Quem vai ser o próximo apresentador do Big Brother Brasil? Quem vai ser os participantes do BBB 21? Reality Show reeducação alimentar saude saúde da mulher saúde emocional saúde feminina saude fisica saúde mental sinais transtornos alimentares sintomas de transtornos alimentares suplementação alimentar Tadeu Schmidt tipos de transtornos alimentares transtorno alimentar Bárbara Heck Transtorno da compulsão alimentar transtorno mental transtornos alimentares tratamento distúrbio alimentar Vai ter BBB em 2022? vaidade