Geral

Especialista digital Gisele Bandeira comenta sobre aumento de trabalhadores de aplicativos no Brasil

Crédito: Divulgação

O Brasil possui aproximadamente 1,5 milhão de pessoas que trabalham informalmente através de aplicativos, sejam eles de transporte de passageiros ou de entrega de mercadorias, segundo informações do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em relatório divulgado nesta terça-feira (10). A explosão destes números aconteceu durante a pandemia, onde muitos brasileiros encontraram na informalidade a oportunidade de ter uma renda.

Especialista em negócios no campo digital, a influenciadora e empresária Gisele Bandeira entende ser cada vez mais normal que os brasileiros migrem para o ambiente informal, principalmente com as oportunidades mais acessíveis no meio.

“A internet é o maior campo de comunicação que existe hoje no mundo. Diversas possibilidades são possíveis de serem encontradas nelas, até mesmo para a informalidade de trabalhar em aplicativos de transporte ou de delivery”, comenta Gisele.

Estes trabalhadores informais fazem parte da ‘Gig Economy’, como é conhecida a parcela da população contratadas a partir de demanda e sem vínculo empregatício. Para Gisele, essa perspectiva cada vez mais informal faz parte de uma mudança de realidade no mercado de trabalho.

“A busca pela autonomia é um caminho natural hoje em dia, principalmente com diversas estratégias e oportunidades sendo bombardeadas nas redes sociais. Os trabalhadores de aplicativo não fogem dessa regra, porque também buscam neste campo da informalidade a busca de uma mudança de realidade e de novas formas de renda. Eu mesmo abri mão da vida jurídica para se dedicar integralmente às atividades digitais que realizo. São novos tempos”, finaliza a especialista.