Mundo

Escultor japonês diz que jogou Momo no lixo: “Ela está morta”

Crédito: Reprodução/The Sun

Em 2016, a escultura de silicone Momo foi exibida em uma galeria de Tóquio, capital do Japão. A obra do artista Keisuke Aiso, de 46 anos, rapidamente ficou conhecida nas redes sociais, mas agora nem existe mais, pois seu criador a jogou no lixo. Ele diz que se sente responsável pelo uso negativo que fizeram da imagem. As informações são do jornal O Globo.

“Ela não existe mais, não foi feita para durar. Estava desgastada e joguei fora. As crianças podem ter certeza de que Momo está morta. Ela não existe e a maldição se foi”, disse o artista ao jornal britânico The Sun.

A escultura fazia parte da série batizada ‘Aversão’ e imagens dela viralizaram nas redes sociais no ano passado. Inicialmente, internautas compartilhavam números de celular dizendo que Momo enviaria mensagens macabras e desafios que poderiam ser fatais, gerando preocupação no mundo todo.

O desafio da Momo teria voltado este ano, dessa vez em vídeos infantis no YouTube que teriam trechos da boneca ensinando crianças a se suicidarem. A plataforma, no entanto, nega que esse tipo de conteúdo tenha sido publicado.

Tópicos

escultor Japão Momo