Esportes

Erling Haaland, o nascimento de um gigante

Erling Haaland, o nascimento de um gigante

“Esqueçam Neymar! Esqueçam Mbappé! O gigante se chama ERLING HAALAND (19 anos)!”. Esta foi a manchete do jornal popular alemão Bild nesta quarta-feira (19), só mais um entre os muitos elogios maravilhados que saúdam por toda a Europa os dois gols que o prodígio norueguês marcou pelo Borussia Dortmund contra o PSG (2-1) na Liga dos Campeões.

Na partida de ida das oitavas de final da Champions, todos os olhares estavam virados para a dupla Neymar-Mbappé, que prometia levar o PSG ao topo do continente. Mas foi Haaland que deu a vitória ao seu time, 2 a 1, com dois gols instintivos em dois lances distintos: aproveitando uma sobra dentro da pequena área e num forte chute colocado da meia-lua.

“O novo momento de glória de Haaland”, escreveu a Kicker, revista especializada em futebol alemão, afirmando também que, aos 19 anos, o atacante “já é capaz de ofuscar astros como Kylian Mbappé e Neymar”.

Em todas as línguas do Velho Continente não faltam elogios para saudar o nascimento da nova estrela.

“Na terceira temporada do Projeto Paris, tudo estava encaixado para que Neymar fosse a rainha do baile da Liga dos Campeões. Era pra ser sua noite. Mas, atualmente, poucos podem resistir ao fenômeno Erling Braut Haaland”, afirmou o jornal britânico Guardian.

 

– “Um jogador que vem de Marte” –

A Espanha, que cobriu Lionel Messi e Cristiano Ronaldo por uma década, também se rendeu: “Há um novo superdotado na Liga dos Campeões: curvem-se diante de Haaland e seus dois gols titânicos”, escreveu o As, que continua: “Erlind Haaland sentou à mesa com Mbappé e a quebrou no meio. O garoto do momento do futebol europeu não tem limites”.

Para o francês L’Equipe, em Paris, “o surgimento do imenso talento de Haaland pode assustar, com sua cara de Van Basten que comeu LeBron James no café da manhã”. E, na Itália, o Corriere dello Sport afirmou ter visto “um jogador que vem de Marte”, com “a potência de Vieiri, a frieza de Inzaghi e o físico de Toni”.

Mas seus dois gols, em seu primeiro jogo no mata-mata da Liga dos Campeões, não vêm de outro mundo. Parecem ser algo bem recorrente na jovem carreira de Haaland.

Antes do Natal, Haaland, ainda no RB Salzburg, marcou 16 gols em 14 jogos no Campeonato Austríaco. Na Champions, foram oito gols na fase de grupos, um recorde para um jogador tão jovem.

Desde sua chegada à Bundesliga em janeiro, Haaland só deu sequência ao que vinha fazendo: já são oito gols em cinco jogos no Campeonato Alemão e uma atuação de gala contra o PSG na Champions.

Os especialistas sabem que, para todos essas jovens promessas do futebol, o mais difícil é se manter no topo. Mas até os técnicos se renderam ao fenômeno Haaland: “É um animal!”, afirmou o técnico do PSG, o alemão Thomas Tuchel, após a partida. “Ele tem uma presença física, uma energia incrível…”.

 

– Guerreiro viking –

Com 1,94 m de altura, o filho do ex-jogador da seleção norueguesa Alf-Inge Haaland é um gigante no senso literal da palavra, mas dotado de uma técnica e de uma velocidade excepcionais para seu tamanho. Contra o PSG, a Sky Itália afirmou ter cronometrado o atacante percorrendo 60 metros em 6,64 segundos, um tempo próximo ao recorde do mundo nesta distância (6,34).

Seus piques furiosos, sua potência no corpo a corpo, sua maneira de liderar os companheiros com gestos, tudo testemunha a favor de uma atitude e um temperamento dignos de seus ancestrais vikings. “Ele tem uma mentalidade fantástica”, elogiou Lucien Favre, seu técnico no Borussia Dortmund. “Nos treinamentos, ele arranca os cabelos quando desperdiça uma chance. Marcar dois gols contra o PSG é um feito e tanto”.

Em Dortmund, Haaland não teve dificuldade para se entrosar com os novos companheiros porque o vestiário conta com vários garotos de sua idade, joias brutas que o clube pinçou pelo mundo.

Seu entrosamento com Jadon Sancho, o habilidoso inglês de 19 anos que não tem medo de ir para cima dos adversários, promete ser a alegria dos torcedores do Borussia nos próximos anos. Mas, contra o PSG, a assistência para o segundo gol de Haaland veio de Giovanni Reyna, um americano que Favre não hesitou em colocar em campo, apesar de ter apenas 17 anos.

 

ama-hap-pve-stt-cpb/jed/am

SKY

 

Tópicos

C1 EUR fbl FRA GER