ISTOÉ Gente

“Era um adolescente racista, homofóbico e machista”, diz Porchat em entrevista

Crédito: Reprodução/TV Globo

O humorista Fábio Porchat esteve no “Conversa com Bial” na última quarta-feira (24). No programa, ele contou que sempre sofreu bullying na escola e disse que, por conta disso, abusava dos preconceitos no período.

“Sofri muito bullying de [ser chamado de] viadinho. Depois de adulto entendi que ser gay não é problema de caráter. Eu era horrível. Lógico que eu era um adolescente racista, homofóbico, machista, contava piadas racistas das pioras. É importante que a gente perceba que acabou. Era bom pra mim, pra você, homem branco, hetero. Para o resto da população, era uma merda”, afirmou Porchat.

Porchat, que estreia o programa “Que História É Essa”, no GNT, no próximo dia 6, comentou sobre a necessidade atual das pessoas de opinarem em diferentes assuntos.

“Todo lugar a gente vê opinião, é um negócio de louco. As pessoas estão querendo ‘lacrar’ o tempo inteiro. Nas redes sociais, no programa. A gente está vendo muita opinião, e o melhor de tudo são as histórias que a gente conta. Opinião política, machismo, feminismo, aborto, Bolsonaro, e o que eu quero é história”, declarou o humorista e apresentador.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio