Cultura

Épico ‘Luz nos Trópicos’ vence o Olhar de Cinema 2020


O épico cosmogônico-político Luz nos Trópicos, de Paula Gaitán, venceu o Olhar de Cinema, nona edição da mostra curitibana, um com ênfase no cinema independente.

Ao traçar uma genealogia de nossas grandezas e misérias, através de tempos e lugares diferentes, Luz nos Trópicos revela uma ambição autoral rara em nossos dias. Gaitán transita por linguagens e registros diferentes, mescla tudo sob forma de uma rapsódia colonial e explora regiões obscuras do nosso inconsciente terceiro-mundista. É um filme excessivo, para o bem ou para o mal, mas que merece muitas revisões e muita discussão mais à frente.

Abaixo, a lista completa dos premiados. A assessoria de imprensa informa que os filmes vencedores terão reprise a partir desta sexta, 16, às 19h. Deem uma conferida no site www.olhardecinema.com.br

Confira a lista completa de premiados:

LONGA-METRAGEM


+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ ‘Raça de víboras’: Andressa Urach critica seguidores que não acreditam em sua fé
+ “Fama e dinheiro vem cheio de desgraça”, desabafa Pedro Scooby



Prêmio Olhar de Melhor Filme

Luz nos Trópicos (Brasil, 2020, 260 min.) de Paula Gaitan

Prêmio Especial do Júri

Victoria (Bélgica, 2020, 72 min.) de Sofie Benoot, Liesbeth De Ceulaer e Isabelle Tollenaere

Prêmio Contribuição Artística

Catarina de Vasconcelos, por A Metamorfose dos Pássaros (Portugal, 2020, 101 min.)

Prêmio do Público

A Metamorfose dos Pássaros (Portugal, 2020, 101 min.), de Catarina Vasconcelos

Prêmio de Melhor Longa-Metragem Brasileiro

Pajeú (Brasil, 2020, 74 min.), de Pedro Diógenes

Menção honrosa: Agora (Brasil, 2020, 70 min.), de Dea Ferraz

Prêmio de Melhor Filme da Mostra Novos Olhares

O Ano do Descobrimento (El año del descubrimiento, Espanha/Suíça, 2020, 200 min.), de Luis López Carrasco

Prêmio de Melhor Filme da Mostra Outros Olhares

Visão Noturna (Visión nocturna, Chile, 80 min.), de Carolina Moscoso Briceño

Menção honrosa: O Índio Cor de Rosa Contra a Fera Invisível: A Peleja de Noel Nutels (Brasil, 71 min.), de Tiago Carvalho

CURTA-METRAGEM

Prêmio Olhar de Melhor Filme

Telas de Shanzhai (Shanzhài Screens, 2020, França, 23 min.) de Paul Heintz

Prêmio de Melhor Curta-Metragem Brasileiro

Memby (Brasil, 15 min.) de Rafael Castanheira Parrode;

OUTROS PRÊMIOS

Prêmio da Crítica – Abraccine

Los Lobos (México, 2019, 95 min.), de Samuel Kishi

Prêmio AVEC-PR

Prêmio Destaque do Júri: Meia Lua Falciforme (Brasil, 2019, 22 min.), de Dê Kelm, Débora Evellyn Olimpio

Prêmio AVEC – Berenice Mendes: A Mulher que Sou (Brasil, 2019, 15 min.), de Nathália Tereza

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS