Economia

Engie: financiamento para usinas deve ser em reais e pode incluir debêntures

A Engie deve buscar financiamento no País para fazer frente a suas necessidades de recursos para o pagamento das outorgas das duas usinas que conquistou em leilão realizado nesta quarta-feira, 27. No leilão de usinas da Cemig realizado na capital paulista, a companhia saiu vencedora da disputa pelas hidrelétricas Jaguara e Miranda, se comprometendo com um pagamento de outorga da ordem de R$ 3,55 bilhões.

O diretor de Desenvolvimento de Negócios da empresa, Gustavo Labanca, salientou que a companhia está atualmente com baixa alavancagem e já contatou diversos bancos locais para discutir possibilidades de solução financeira.


De acordo com ele, o financiamento deve ser em reais e pode incluir notas promissórias e emissão de debêntures. “A solução financeira será amadurecida nos próximos meses”, disse.