Economia

Eneva rebate AES Tietê e diz que vem prestando todas as informações solicitadas

Em resposta à carta enviada ontem pela AES Tietê alegando que a Eneva não encaminhou as informações necessárias para análise da combinação dos dois ativos pelo seu conselho de administração, a geradora térmica enviou nesta quinta-feira, 26, para o mercado, comunicado rebatendo os argumentos da empresa americana e dizendo que vem prestando todas as informações solicitadas.

“Primeiro, cumpre-nos registrar a surpresa que se imprime na Carta AES, que difere largamente da forma como a AES Tietê e a Eneva vêm se comportando até o presente momento”, segundo consta na carta da Eneva, que não é assinada.

As diferenças ficam claras nas terminologias usadas pelas duas empresas para tratar a operação: enquanto a AES Tietê classifica a proposta da Eneva como uma incorporação e aquisição e a trata como uma oferta hostil, a geradora térmica se refere ao negócio de forma mais amigável, como uma combinação de ativos.

No documento, a Eneva alega que, na reunião realizada entre as duas diretorias no dia 19 de março, todos os aspectos relevantes da transação foram discutidos por mais de duas horas, e que os seus assessores “vêm pro ativamente interagindo com os assessores da AES Tietê”. Além disso, a geradora térmica ponderou que muitas das informações solicitadas pela geradora hídrica são públicas e se encontram disponíveis no formulário de referência para consulta.

Apesar de entender que a análise da operação não depende da análise de informações não públicas das duas empresas, a Eneva concordou em assinar o acordo de confidencialidade solicitado pela AES Tietê. “Quanto a detalhes regulatórios, fiscais e de estrutura, convidamos os assessores legais da AES Tietê para uma reunião eletrônica a ser realizada em 30 de março, no horário de sua melhor conveniência, para darmos continuidade à apresentação da estrutura por nós proposta para a implementação da operação”, propôs a Eneva.

A geradora térmica encerra o documento reforçando o seu entendimento de que a “proposta é altamente benéfica a todos os acionistas de ambas as companhias”, e se coloca à disposição para avaliar em conjunto com a administração da AES Tietê “outras possíveis formas de implementação da operação, sempre visando obter o melhor resultado para as companhias envolvidas e seus respectivos acionistas”.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ Maria Zilda relembra como soube que Ary Fontoura era gay: “A coisa mais incrível que já ouvi”
+ Rafa Kalimann ensina receita de palha italiana; veja o vídeo
+ Juliana Caetano, do Bonde do Forró, fala sobre proposta de 500 mil reais que recebeu
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior