Geral

Empresário é suspeito de matar a família em casa de alto padrão em Porto Alegre

Um homem de 44 anos é suspeito de matar a tiros a mãe, a esposa, o filho e a sogra no interior da casa em um condomínio residencial onde a família morava no bairro de classe média alta de Santa Tereza, na zona sul de Porto Alegre. Ele teria se matado após cometer os assassinatos. O caso é investigado pela Polícia Civil do Estado.

O empresário é tido como o autor do ataque, tendo usado duas armas calibre 12 para disparar contra a família. “O motivo do crime ainda está sob investigação. Há várias hipóteses, entres elas a questão financeira veiculada à empresa da família. Iremos verificar se há dívidas, qual o valor e se isso pode ter sido o gatilho motivador para ele cometer esse crime”, disse o delegado Rodrigo Pohlmann Garcia, titular da 4ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).


Conforme o policial, informações preliminares apontam que não há relatos de que o autor dos crimes era uma pessoa com transtorno depressivo. “Ele era uma pessoa amorosa com a família e com o filho, não tínhamos nada de registro de violência doméstica, por exemplo, tanto assim que ele se dava muito bem com os vizinhos”, relatou o delegado.

Uma sexta pessoa que estava na residência, e que não teve a identidade revelada pela polícia, foi poupada do assassinato. Ela deve depor ainda nesta quarta-feira no DHPP como testemunha. De acordo com a Polícia Civil, as vítimas foram mortas no segundo andar da casa, em seus quartos, enquanto dormiam. Uma das armas foi localizada embaixo do corpo do autor dos disparos.